Imagem capa - Boudoir: a diferença está nos detalhes por FABIO PEREIRA DORIA
Ensaio Boudoir

Boudoir: a diferença está nos detalhes


A palavra boudoir, que tem sua origem na língua francesa, significa uma pequena sala elegante muitas vezes relacionada com o local onde as aristocratas francesas podiam receber pessoas intimas enquanto descansava ou terminava de se vestir após o banho e pode significar também toucador ou penteadeira, mas de qualquer forma sempre sugerindo a idéia da mulher que ainda não se encontra totalmente vestida ou arrumada. No início do século XX o termo foi apropriado pelos fotógrafos, para classificar um determinado gênero de fotografia realizada em cenários que sugeriam um ambiente intimo feminino.


Sua diferença para o ensaio sensual clássico está principalmente na aura romântica que o envolve. 

“Algumas pessoas rotulam o ensaio boudoir como sendo o ensaio sensual de noivas, mas não é bem assim”.

O boudoir seria o ensaio sensual de uma forma mais romântica, com certo ar ‘vintage’, dando muita ênfase aos detalhes e não necessariamente ao corpo”.

O que leva mulheres comuns a realizar um ensaio boudoir são vários fatores, as noivas porque pretendem supreender seus futuros maridos com uma lembrança da sua juventude e frescor antes da união e que comumente entregam o album como um presente na noite de núpcias, a mulher já não tão jovem porque deseja reafirmar sua feminilidade seja para seu parceiro ou para si mesma, para a recem separada à busca para recuperar sua autoestima muitas vezes arranhada pelo desgaste do fim do relacionamento, para muitas outras porque de repente se apercebem que o tempo passa rápido diante de tantas e atribuladas funções desempenhadas nos pápeis de mãe, esposa, etc... Percebe-se portanto que a idade das mulheres que procuram a fotografia boudoir varia muito, desde as jovens noivas com vinte anos ou menos até mulheres de cinquenta anos ou mais.



O uso de Photoshop é vetado. Esses ensaios não têm como objetivo mostrar uma mulher de capa de revista feminina, mas sim a verdadeira mulher: com curvas às vezes mais ressaltadas, com os cabelos naturais e com o corpo natural, sem efeitos do computador. "As fotos são para as pessoas que mais têm intimidade com elas, seus parceiros. Seria estranho "photoshopar" as imagens e dar um produto final que não condiz com a realidade, com a verdadeira mulher. 


É fácil imaginar porque finas lingeries e outros adereços como espartilhos, chapéus, jóias, scarpins, etc... são presença constante nas fotografias boudoir, pois fazem parte do momento em que a mulher está se arrumando e buscando complementos para apresentar a sua melhor aparência, mas como ainda não terminou de se aprontar o que acaba saltando aos olhos é a sua beleza natural, motivo pelo qual nos ensaios boudoir a utilização de softwares de edição de imagem são repelidos com veemência. Cabe ao fotógrafo encontrar os angulos mais favoráveis, o enquadramento adequado, as poses mais sugestivas, a iluminação que revela e ao mesmo tempo esconde o que não se quer mostrar, tudo para que a mulher possa demonstrar suas belas formas sem ser vulgar, atiçando o imaginário masculino mas revelando muito pouco ou quase nada.





Textos retirados da internet. sites: http://ensaioboudoir.com / https://goo.gl/1wCRei / http://iphotochannel.com.br



Copyright©2017, Fabio Doria Fotografia. Todos os direitos reservados. Todos imagens, e outros materiais são protegidos por direitos autorais.

Fotos em nosso estúdio Fabio Doria Fotografia,